Crush em Hi-Fi

Música, trilha sonora, CDs, discos, DVDs, mp3, wmas, flac, clipes, ruídos, barulho, sonzera ou como quer que você queira chamar.

Arquivo para a tag “Mano Brown”

“Kabaluerê”, a música que trouxe toda a ginga samba rock funky de “Qual É”, de Marcelo D2

Quando Marcelo D2 lançou “Qual É”, estava carimbada sua passagem para o mundo do pop (mesmo ele se auto-referenciando como “Pesadelo do Pop”) e a consequente queda do Planet Hemp. Muitos samples brasileiros, um balanço que até então o rap brasileiro ainda não havia explorado com força e as letras malandras e cheias de referências à maconha (se bem que mais comedidas do que no Planet) reforçaram o sucesso com público e crítica.

Em “Qual É”, D2 já começa utilizando uma frase inteira de “Voz Ativa”, dos Racionais MC’s (“Eu tenho algo a dizer / Explicar pra você / Mas não garanto, porém / Que engraçado eu serei dessa vez”), algo que é comum no rap lá de fora, mas aqui causou um certo mal-estar entre o grupo de Mano Brown e o rapper carioca.

Porém, o sample que dá todo o balanço e “dançabilidade” da música vem de Antonio Carlos e Jocafi, com “Kabaluerê”. A música vem do disco “Mudei de Idéia”, de 1971. A dupla, nascida na Bahia, começou a carreira em 1969, no Festival Internacional da canção. Muitas de suas músicas fizeram parte de trilhas sonoras de telenovelas. Entre os outros sucessos estão “Você Abusou”, que ficou conhecida na voz de Maria Creuza.

“Kabaluerê” também foi sampleada em “Comin Thru” por Charli 2na, rapper americano que fez parte dos grupos Jurassic 5 e Ozomatti. Ficou diferente do que D2 fez com a música e usa bem o refrão e título da música.

Anúncios

O sample de “Vida Loka II” dos Racionais

Eu adoro pesquisar por conexões em músicas. Quando sai disco de covers, vou correndo ouvir as versões originais (normalmente, acabo gostando mais delas). Hoje, fui atrás do sample de “Vida Loka – Parte II” dos Racionais MC’s, do disco “Nada Como Um Dia Após o Outro Dia”, de 2002.

O som que permeia todas as rimas deste clássico da trupe de Mano Brown é “Theme From Kiss Of Blood”, da Ray Davies Orchestra, de 1976. De onde tiraram esse som?

“KL Jay conta que Mano Brown produziu a faixa sozinho, e descobriu o sample (“triste, triste”, na opinião do DJ) quase ao acaso. “Ele encontrou o disco [Os Detetives] jogado num quintal. Colocou para ouvir e falou, ‘é essa’. Você vê, os diamantes às vezes estão na lama.” O tal disco era uma coletânea de temas de séries policiais interpretados pela Button Down Brass com participação do trompetista Ray Davies (homônimo do líder do Kinks). Só que a faixa escolhida para o sample, “Theme from Kiss of Blood”, era de um seriado inexistente, tinha sido composta pelo próprio Davies e foi colocada sorrateiramente na seleção – até que Brown a desenterrasse para ser a trilha sonora de motoboys a boys brasileiros” [Fonte]

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: